Vereadores apresentam 141 indicações na primeira sessão do ano

Reunião ordinária contou com a presença do prefeito Nilson Gaspar e de secretários municipais
Vereadores apresentam 141 indicações na primeira sessão do ano

Foto: ACS/CMI - Anselmo Cabral

A Câmara de Indaiatuba deu início ao ano legislativo com 141 indicações de iniciativa dos vereadores. A primeira sessão ordinária de 2021 aconteceu na última quinta-feira (18) e contou com as presenças do prefeito Nilson Gaspar e de secretários municipais.
Além das indicações – documentos que sugerem ações de governo e políticas públicas – os legisladores propuseram cinco projetos de lei que começaram a tramitar pelas comissões permanentes. Outros quatro textos de iniciativa do Poder Executivo também entraram para análise.
A quantidade expressiva de matérias em apreciação só foi possível porque os 12 vereadores trabalharam intensamente no período de recesso, durante o qual também foram realizadas duas sessões extraordinárias, além das sessões de posse e eleição da Mesa Diretora em 1º de janeiro.
O presidente Pepo Lepinsk saudou todos os colegas e agradeceu a presença do prefeito na primeira reunião do ano.
“Indaiatuba só é essa cidade diferenciada graças ao trabalho conjunto que Câmara e Prefeitura desenvolvem. Respeitadas todas as opiniões divergentes, o Legislativo sabe que o crescimento do município e o bem-estar da população dependem dessa parceria séria entre os poderes”, comentou.
Já o prefeito esteve acompanhado dos secretários de Relações Institucionais, Graziela Milani, Negócios Jurídicos, Wanderlei José Boni, Governo, Luiz Alberto Cebolinha, e Assistência Social – o vereador licenciado Hélio Ribeiro. "Eu tenho 24 anos de vida pública, e todas as decisões nesse período todo passaram pela Câmara. Se a cidade avançou, é porque houve boas administrações, mas houve a parceria e o consentimento da Câmara", apontou Gaspar.
Entre as indicações apresentadas, destacam-se:

- Criação de um “Disque Aglomeração”, para receber todas as denúncias de violação das medidas restritivas para o enfrentamento do coronavírus, de iniciativa de Alexandre Peres.
- Ana Bannwart propôs a criação de um centro oncológico em Indaiatuba equipado com tratamento de quimioterapia e radioterapia para os pacientes com câncer.
- Avaliação da possibilidade de entrega nas residências de insumos para imunodependentes, como curativos, sondagem e alimentação enteral. A sugestão é de Othniel Harfuch.
- É de autoria de Luiz Carlos da Silva a indicação para que o Executivo estude a criação de um heliponto nas proximidades do Hospital Augusto de Oliveira Camargo.
- Índio da Doze solicita a intervenção no acesso das ambulâncias para otimizar o tempo de resgate e transferência de pacientes na Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
- A intervenção junto ao governo do Estado para criação de uma Unidade Básica de Saúde animal foi indicada por Arthur Spíndola e Décio Rocha da Silva.
- A primeira-secretária Silene Carvalini indica a construção de um alojamento para os guardas civis de Indaiatuba.
- Já o presidente Pepo Lepinsk elaborou indicação em que solicita estudo para implementação de ecopontos em locais estratégicos de Indaiatuba.
- Implementação de terceira faixa com direita livre no sentido Rua Álvaro dos Santos para Engenheiro Fabio Roberto Barnabé é uma das indicações de Luiz Carlos Chiaparine.
- A criação de um posto de coleta fixo para que voluntários possam agendar doação de sangue é indicada por Ricardo França.
- Leandro Pinto indica a revitalização da Praça Andrea Maria Bonachella.

A relação completa de matérias está disponível em https://www.indaiatuba.sp.leg.br/processo-legislativo/sessoes-plenarias.
A próxima sessão da Câmara é na segunda-feira (22), às 18h, com transmissão ao vivo pelo Facebook e pelo YouTube.

registrado em: